terça-feira, 2 de agosto de 2016

Opinião: "A Rapariga do Calendário - Abril Maio Junho" de Audrey Carlan


"A jornada de Mia Saunders, acompanhante por força das circunstâncias, continua  neste segundo  volume  de A Rapariga do Calendário! Nos três meses que se seguem, Mia viaja para Boston, Oahu e Washington DC. 
Em Abril, faz-se passar pela namorada do mulherengo Mason Murphy, um jogador de basebol profissional que precisa de melhorar a sua imagem, e acaba por  descobrir que ele não é  exactamente  aquilo  de  que  estava à espera. 
Maio encontra Mia a incendiar o sangue de Tai Niko, modelo fotográfico e intérprete da dança do fogo samoano, enquanto participa numa campanha publicitária que tem como objectivo demonstrar que a beleza não é uma questão de tamanho.
Em Junho, a missão de Mia é servir de enfeite de braço a Warren Shipley, membro do grupo conhecido como Um por Cento. Enquanto finge ser uma caçadora de fortunas, descobre que Warren tem de facto um coração de ouro. Pena é que o atraente filho, Aaron, senador pela Califórnia, não seja em nada parecido com o pai."
Wook.pt - A Rapariga do Calendário - Livro 2
Primeiro que tudo, tenho de agradecer à Editorial Planeta não só por tão gentilmente ter acedido ao meu pedido e me ter enviado este exemplar, mas também por publicar esta série que demonstra mais uma vez ser uma corrente de ar fresco no género!
Mais uma vez, este livro apresenta-nos três meses da nova vida de Mia Saunders, acompanhante para salvar o pai, que tem uma dívida de 1 milhão de dólares a um antigo namorado de Mia que deixou o pai desta em coma.
Tal como me referi no post referente ao primeiro livro (podem lê-lo aqui), uma das coisas que mais me agrada nesta série é o facto de ter história. A ligação que Mia estabelece com os seus clientes tem sempre características muito própria, e tenho de admitir que neste segundo livro não pude deixar de as admirar. É claro que os meus meses preferidos foram Janeiro e Março, mas este segundo livro teve situações muito mais cómicas, apesar de o final não ser propriamente o desfecho esperado.
Mia continua a debater-se com a sua relação com o surfista que faz filmes, e eu só espero que o quarto livro traga boas notícias para esses dois! Mas até lá ainda nos falta os meses de Julho, Agosto e Setembro que vêm já aí a seguir às férias, em Setembro! Não posso deixar de congratular a editora por publicar a série inteira este ano! 
Classificação: 5/5
Opinião: "After - Depois da Esperança" de Anna Todd


"Tessa está finalmente a viver um sonho. A mudança inesperada para Seattle revela-se emocionante e a distância fortaleceu o casal. Tessa e Hardin vivem momentos de grande paixão e o sentimento parece aumentar a cada reencontro. O clima é de romance e a saudade a única adversidade. Mas o destino volta a fazer das suas e Hardin terá de enfrentar uma reviravolta dolorosa. O passado volta para o ensombrar e o pior dos segredos poderá revelar-se. Depois da esperança, o que será deste amor?"


Aposto que já sabem como me sinto em relação a este livro, certo? Hahaha! Penso que este livro e o primeiro são os meus preferidos da série!

Tessa vai finalmente para Seattle viver o seu sonho, mas será que poderá viver a vida que deseja sem Hardin ao seu lado? E porque razão não quererá Hardin ir viver com ela para Seattle?

Adorei este livro, a história foi verdadeiramente surpreendente e a evolução das perosnagens é bastante notória. Nomeadamente Hardin, que demonstra que afinal de toda aquela fachada de bad boy há um rapaz amoroso e que apenas precisa de uma família que o apoie.

No entanto, este livro deixou demasiadas pontas soltas, que eu mal posso esperar para ver atadas no quinto livro que sai já em Outubro!!!!!!!!!

Classificação: 5/5

sábado, 30 de julho de 2016

Opinião: "Verdade Escondida" de Mary Kubica


"Quinn Collins acorda e não encontra a amiga com quem partilha a casa na cidade de Chicago. O quarto dela tem a cama vazia e a janela aberta, e Quinn recorda-se vagamente de ter ouvido um rangido durante a noite. Esther Vaughan desapareceu sem deixar rasto. Entre os pertences da amiga encontra uma carta enigmática, assim como outros objetos que colocam em dúvida se Esther será a pessoa que Quinn julgava ser.

Entretanto, numa pequena cidade perto de Chicago, uma rapariga misteriosa aparece num café onde um jovem chamado Alex Gallo trabalha. Alex sente-se desde logo atraído por ela, mas acaba por descobrir algo obscuro e sinistro que porá em causa os seus sentimentos.

Enquanto Quinn continua em busca de respostas para o desaparecimento de Esther, e Alex tenta saber mais sobre a rapariga desconhecida, forma-se um enredo de ilusões que ameaça esconder uma dura e chocante verdade. Quem será aquela estranha rapariga?"


Primeiro que tudo, tenho de agradecer à Topseller por mais uma vez se disponibilizar a enviar-me um livro para eu ler e dar a minha opinião.

Eu estava bastante entusiasmada com este livro e, por isso, talvez, não tenha correspondido totalmente às minhas expectativas.

Um dos aspetos negativos deste livro é que os capítulos são muito logos, e, para além disso, custou-me um pouco continuar com a leitura até chegar à página 120 e tal, quando a história finalmente ganhou "balanço".

No entanto, a partir daí consegui sentir-me interessada, cativada nesta história estranha e de contornos bizarros! Será que sabemos mesmo em quem podemos confiar? 

A história leva-nos à cidade de Chicago e a uma pequena cidade nos arredores, onde duas pessoas diferentes se vêm confrontadas com a mesma pessoa. A pessoa por quem ambos ansiavam, a pessoa em que pensavam que podiam confiar... Mas será que é mesmo assim?

Com um final inesperado, esta história compensa os aspetos negativos nomeados inicialmente e recomendo.a para todos os fãs de thrillers, como os do género de Paula Hawkins!

Classificação: 4/5

terça-feira, 26 de julho de 2016

Opinião: "After - Depois do Desencontro" de Anna Todd


"No momento em que Tessa toma a decisão mais importante da sua vida, tudo começa a desmoronar-se. Revelações inesperadas acerca daquelesque a rodeiam ameaçam o futuro. Fragilizada, Tessa procura o conforto de Hardin - o único capaz de apaziguar tudo num beijo - mas este enfurece-se quando descobre o segredo que ela esconde. Tessa sabe que Hardin a ama, mas será isso suficiente? O ciclo de ciúme, raiva e perdão é extenuante. Conseguirá o amor dos dois ultrapassar todos os obstáculos? Se Tessa decidir obedecer ao seu coração, provocará ela… o fim?"

Wook.pt - After

Como já começa a ser tradição, li After - Depois do Desencontro num dia. Cada vez que leio um livro desta coleção fico imediatamente agarrada à história e não descanso enquanto não o tiver terminado!

Mais uma vez, temos ambas as versões de Hardin e Tessa (e o mesmo acontece no quarto livro que estou agora ler). Este pormenor parece-me que deu mais vida à história e penso que a autora percebeu o mesmo.

Novamente, vemos Tessa e Hardin a lidarem com os vários problemas que teimam em tentar destruir a sua relação e eles a tentar resolvê-los. Não sei explicar, mas apesar de a história ser um pouco repetitiva, com o para-arranca-para-arranca da relação entre os dois, continuo a ver-me obcecada por eles e a querer continuar! É claro que em cada livro há novos elementos e novas surpresas, por isso talvez seja essa a causa.

Acho que não há muito mais para acrescentar sem dar spoiler, mas acho que passei a ideia principal de que adorei o livro! É claro que uma parte de mim sente falta do lado bad boy do Hardin, mas, ao mesmo tempo, é interessante vê-lo a esforçar-se para melhor para poder ter uma relação com a Tessa.

Classificação: 5/5

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Opinião: "A Rapariga do Calendário - Livro 1" de Audrey Carlan


"Mia Saunders precisa de dinheiro. De muito dinheiro. Tem um ano para pagar ao agiota que ameaça a vida do pai e exige o reembolso de uma enorme dívida de jogo. Um milhão de dólares para ser exacto.

A sua missão é simples: trabalhar como acompanhante de luxo para a empresa da tia, com sede em Los Angeles, e pagar mensalmente uma parte da dívida. Passar um mês com um homem rico, com o qual não é obrigada a ir para a cama se não quiser. Dinheiro fácil.
A curvilínea morena amante de motas tem um plano: entrar no jogo, conseguir o dinheiro e voltar a sair. Parte do plano é manter o coração fechado a sete chaves e os olhos no objectivo.


Pelo menos é como espera que corra."


Primeiro que tudo, tenho de admitir que este é o primeiro livro deata coleção surpreendeu-me muito. Pela positiva, é claro! Para além disso, o facto de o ter lido em menos de 24 horas é, sem dúvida, um bom indicador!

Este livro não foi nada daquilo que estava à espera; sexo, sexo e mais sexo. Pelo contrário, este livro tem história. Pelo que podemos ver pela sinopse, a personagem principal, Mia, começa a trabalhar como acompanhante, porque precisa de muito dinheiro - 1 milhão de dólares - para pagar a dívida do pai. Já aí vemos que este livro tem consistência e uma história por detrás da razão para Mia fazer aquilo que faz.

Mia é uma personagem muito forte, pois não é qualquer um que faz aquilo que ela faz. É também uma mulher apaixonada, apesar de o amor ter sido cruel com ela e a ter feito deixar acreditar nele. Mas isso está prestes a mudar... ou não?
L
Ao longo destes três meses, Mia conhece quatro homens diferentes que a ensinam, cada um deles, algo sobre o amor e que a levam a acreditar que talvez o amor verdadeiro exista.

É claro que o meu preferido é o surfista que faz filmes... por razões óbvias! Esta personagem é, sem dúvida, uma das minhas preferidas, se bem que o mês de Março foi o mais engraçado de todos, também por razões óbvias, que quem já leu entende <piscadela de olho>.

Não me vou adiantar muito, pois não quero dar spoiler a ninguém. Tenho apenas a dizer que quem está com receio de ler este livro por pensar que vai ser igual ao outros que leu dentro do género está MUITÍSSIMO enganado! Este livro vale mesmo a pena e agora que já saiu o segundo acho que vou já a correr para a livraria mais próxima!

Classificação: 5/5
Opinião: "A Maldição do Vencedor" de Marie Rutkoski


"Kestrel, jovem filha do poderoso general de Valoria, tem apenas duas opções: alistar-se no exército ou casar-se. Ela tem, no entanto, outras aspirações e procura libertar-se do seu destino, rebelando-se contra o pai.

Num passeio clandestino pela cidade, Kestrel vai parar a um leilão de escravos, onde se depara com um jovem, Arin, que parece querer desafiar o mundo inteiro sozinho. Num impulso, ela acaba por comprá-lo — por um preço tão alto, que a torna alvo de mexericos na sociedade.

Arin pertence ao povo de Herrani, conquistado dez anos antes pelos Valorianos. Além de ser um ferreiro exímio, revela-se também um cantor extraordinário, despertando a curiosidade de Kestrel. Arin, contudo, tem um segredo, e Kestrel não tardará a descobrir que o preço que pagou por ele poderá custar muito mais do que aquilo que alguma vez imaginara."


Mais uma vez, a Topseller volta a triunfar com a publicação do primeiro volume de uma trilogia que já é bestseller em vários países! A Maldição do Vencedor é mais um daqueles livros que só conheci desde que me juntei ao bookstagram e que ansiava por ver traduzido em português. Como devem adivinhar, não desiludiu nem um pouquinho!

A expressão do título, a maldição do vencedor é extremamente interessante e assenta que nem uma luva. De um modo simples, descreve como o vencedor de um leilão também perde, porque ele ou ela consegue ganhar pagando mais do que a maioria dos licitantes decidiu que valia o artigo.

E é isso que acontece com a personagem principal, Kestrel. No meu ponto de vista, Kestrel é uma personagem decidida, forte e segura, mas também apaixonada e que deseja agradar ao pai, sem ter que desistir dos seus sonhos.

A forma como os menos afortunados vivem lembrou-me dois dos meus livros preferidos, Os Jogos da Fome e Trono de Vidro.

Gostei bastante de como a relação entre as duas personagens principais, Kestrel e Arin, se vão desenvolvendo e as posições entre eles que estão constantemente a ser trocadas.

Sem dúvida, um livro excelente, que me faz ansiar pela publicação dos próximos dois! Façamos figas para que seja num futuro próximo!

Classificação: 5/5

terça-feira, 19 de julho de 2016

Opinião: "O Domador de Leões" de Camilla Läckberg


"É janeiro e um manto de neve cobre Fjällbacka. Uma adolescente seminua sai do gélido bosque a cambalear, e atravessa a estrada. O carro aparece do nada e o condutor não consegue travar a tempo de evitar a tragédia. Quando Patrik Hedström e a sua equipa são alertados para o acidente, já o corpo da rapariga tinha sido identificado. Era Victoria Hallberg, que desaparecera quatro meses antes, quando regressava a casa depois de uma aula na escola de equitação. A Polícia apercebe-se de que aquele terrível acidente foi o melhor que podia ter acontecido a Victoria. 
O seu corpo evidencia sinais de ter sofrido atrocidades inimagináveis e tudo leva a crer que não será a única vítima.

Enquanto isso, Erica Falk investiga o trágico passado de uma família ligada ao circo, o que a leva por diversas vezes a um estabelecimento prisional para visitar Laila, uma mulher acusada de ter matado o marido. Mas não consegue desvendar o que realmente se passou naquele longínquo dia fatídico. O que estará Laila a esconder? Para onde foram os dois filhos depois da tragédia?
Erica desconfia de que há em toda aquela história algo que não se encaixa. E que o passado estende os seus longos braços para vir ensombrar o presente."



Desde que eu li o seu primeiro livro, A Princesa de Gelo, que Camilla Läckberg é de longe a minha escritora preferida. Pelo menos, de policiais.

Mais uma vez, Camilla não desilude. O início deste nono livro, que muitos dizem ser o melhor dela, pareceu-me um pouco lento, e tenho de admitir que, até cerca de 150 páginas antes do final, me via a dar 4 estrelas a este livro. Mas a partir daí tudo mudou.

Mais uma vez, este livro tem como cenário Fjällbacka, a pequena cidade piscatória onde a autora nasceu, e as personagens mantêm-se relativamente as mesmas, excetuando as que entraram apenas para esta história.

Este livro é sem dúvida mais cruel do que os anteriores, mas também mais profundo. É claro que já todos estamos habituados as homicídios nesta pequena cidade e a desconfiar de todos os habitantes, mas, desta vez, é mais notória a sensação de que não conhecemos realmente a pessoa que vive ao nosso lado.

Desta vez, algumas das minhas suspeitas revelaram-se corretas, enquanto que outras não tanto, mas mesmo assim não consegui deixar de me chocar com a maldade que existe neste mundo e nas pessoas que menos desconfiamos.

Uma história muito bem conseguida, sempre com personagens bem caracterizadas e que vão crescendo com a trama. Também o recurso ao passado os leva a entender melhor a história presente.

Mais um excelente policial de Camilla, excelente para os dias de verão, e que nos faz desejar sempre mais!

Classificação: 5/5